SEM DINHEIRO, FAMÍLIAS SÃO PRESSIONADAS A SAIR DE SUAS CASAS NO LOTEAMENTO SÃO FRANCISCO

Os moradores que ainda resistem no Loteamento São Francisco, em Camaragibe, estão apavorados com a perspectiva de deixar suas casas, já que muitos vizinhos tiveram seus imóveis demolidos e ainda não receberam os valores que tem direito. O vídeo com o desempregado Edson Bernardo da Silva é um exemplo de como as famílias estão sendo coagidas a sair de suas casas. Mas os exemplos são muitos.

“Faz oito meses que eu dei entrada nesse processo, no pedido de usocapião, a juíza depois de oito meses veio negar o pedido dizendo que vai precisar fazer inventário, porque meu marido tinha um filho. Então porque ela não falou antes?”, pergunta Edjane Ribeiro da Silva. O caso dela é acompanhado pela defensora pública Danielle Monteiro. A profissional é a responsável no órgão pernambucano por tratar das pessoas que estão sendo removidas das suas residências por conta das obras do Mundial de 2014.

Humilde, Edjane conta que aceitou os valores oferecidos pelo Governo do Estado porque se tivesse ido para a Justiça teria sido retido 20% da indenização, cujo valor já não é suficiente para comprar outro imóvel equivalente. Mas só agora percebe que dezenas de ex-vizinhos e até familiares seus estão cumprindo uma rotina de idas ao Fórum de Camaragibe, após terem suas residências destruídas e não terem conseguido receber o que tem direito antes de sua desapropriação, já que não conseguiram reunir toda a documentação necessária para encerrar os processos.

Inventários a serem finalizados, escrituras dos imóveis, as pendências de documentos nos processos são diversas e o que une aquelas pessoas é a falta de recursos para regularizar a situação. “Praticamente todo mundo saiu de suas casas sem receber um centavo. Eu ainda não recebi ordem de despejo, mas minha família recebeu. São seis idosos, estão pagando aluguel, foram expulsos de suas casas e vão ter que escolher entre comer e pagar o aluguel”, conta Edjane, lembrando que seus familiares tiveram imóveis avaliados em R$15mil, R$ 25 mil, R$27 mil. “Você acha que com esse dinheiro a gente vai comprar uma moradia em outro lugar?”, questiona, lembrando que muitas vezes só para regularizar a escritura é preciso gastar mais de R$10 mil.

Imagem

Edjane não se conforma com valores das casas da sua família

Vídeo | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para SEM DINHEIRO, FAMÍLIAS SÃO PRESSIONADAS A SAIR DE SUAS CASAS NO LOTEAMENTO SÃO FRANCISCO

  1. Rud Rafael disse:

    O que vem acontecendo é descaso.”Um massacre”,como diz seu Jerônimo.
    São estimadas 129 famílias na área passando por esse processo,não custaria nada ao Governo do estado e à Prefeitura de Camaragibe pensarem num plano urbanístico que contemplasse um projeto habitacional em área próxima da intervenção!Com 10% do valor dessa obra se poderia realizar isso e recurso disponível (de diversas fontes tem).Ao invés disso,o Estado prefere tirar a casa,o trabalho,a saúde,a vida,os direitos dessas pessoas.Quando,após um caso escandaloso desses,um gestor passar a responder penalmente pelas mortes que essas intervenções têm causado,assim como tantos outros danos morais e materiais,começaremos a ter justiça nesse país.Enquanto isso,ela vem servindo para punir as famílias que são socialmente vulneráveis,como já bem observou Paula Souza.

  2. alcidesio dos anjos barbosa disse:

    Ou seja uma limpeza de classes e silenciosamente esse é o reino da dudulandia,uma copa a que preço mesmo,que legado as futuras gerações irão herdar.

  3. Pingback: Sem dinheiro, famílias são pressionadas a sair de suas casas no loteamento São Francisco | Recife Resiste!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s